Pastel frito sem glúten!

pastel 2

Comer pastel frito sem glúten parece uma missão impossível…

Mas anime-se: isso é possível com um pouquinho de disposição e criatividade!

Pastel é um alimento composto por uma massa feita com base em farinha de trigo, sendo recheada e depois frita em óleo fervente. É um alimento muito admirado pelos brasileiros e que tem uma variedade de recheios agradáveis a qualquer paladar.

Foi inventado em 1940 por descendentes de imigrantes japoneses, que alteraram a massa e o recheio do Gyosa para construir algo tipicamente brasileiro. Essa novidade foi criada em Santos-SP, tendo se espalhado rapidamente pelo Brasil.

E como é impossível achar este alimento sem glúten sendo vendido pelas ruas de Belo Horizonte, resolvi explorar algumas receitas no intuito de satisfazer o desejo de comer um bom pastel.

Para quem gosta de cozinhar, ai vai a dica:

Receita da massa:

Ingredientes:

– 2 xícaras de farinha sem glúten (utilizei da marca Schär)

– 3/4 xícara de água quente

– 1 colher de sopa de óleo

– Sal a gosto

Modo de fazer:

Misture todos os ingredientes de modo a se formar uma massa homogênea. Abra a massa com auxílio de um rolo ou, se preferir, utilize a máquina própria de abrir massas. Aqui vale lembrar que, se você for abrir a massa com o rolo, ela ficará um pouco mais grossa, dando ao pastel um pouco mais de sabor da massa. Caso prefira a máquina de fazer massa de pastel, você terá uma massa mais fina, fazendo com que o pastel fique mais leve e crocante. Eu particularmente não tenho a máquina e, mesmo com a massa mais grossa, os pastéis ficaram deliciosos!

Após colocar o recheio, ajuste o formato da massa com auxílio de uma faca (círculo ou quadrado) e passe um pouco de água nas bordas.  Depois de fechar o pastel, aperte as bordas com um garfo, para que os pastéis evitem de abrir na hora de fritar.

Sugestões de recheio:

* Mussarela – compre um pedaço de mussarela, corte em cubos e recheie a massa.

* Carne moída com batata cozida e azeitona:

Pique 1/2 tomate e algumas batatas em cubos pequenos e reserve. Além disso, separe 1/2 cebola ralada.

Frite 0,5kg carne moída com sal/alho a gosto, deixe a água toda secar, adicione a cebola e deixe dourar um pouco. À seguir, adicione o tomate e a batata e deixe cozinhar por alguns minutos.

Misture pequenos pedaços de azeitona e espere toda a água secar. Recheie a massa à seguir.

OBS: a quantidade de recheio irá variar com a quantidade de massa confeccionada e com o modo como ela será aberta (rolo ou máquina – na máquina rende mais!).

Bom apetite!

pastel 148

IMPORTANTE!

Este blog tem o intuito somente de compartilhar as minhas experiências na vivência da Doença Celíaca, portanto, não me responsabilizo por quaisquer danos à saúde de outrem. Caso leia meu blog e queira experimentar os produtos, verifique a presença ou não do glúten nos rótulos da embalagem. Gostaria de ressaltar também que não estou divulgando marcas, somente compartilhando as que agradaram ao meu paladar. É importante que o celíaco experimente várias marcas e escolha a que mais lhe agrada.

Anúncios

24 Comentários

  • Olá, descobri recentemente que sofro de doença celiaca e ainda estou descobrindo o que posso ou não comer. Fico feliz que tenha tanta variedade de substituições que possibilita que possa consumir coisas que adoro, como pastel frito, sem comprometer minha saúde. Obrigada por compartilhar suas experiencias.

    • Seja bem-vinda, Paula Nascimento!
      Aderir à uma dieta sem glúten no início não é fácil, mas com o tempo você se acostuma. Depois conte-nos sua experiência!
      Existem muitas substituições sim. Temos diversos produtos no mercado e outros chegando! A farinha da Schär é, para mim, uma excelente substituição à farinha de trigo! Vivo experimentando a troca nas receitas e dá super certo.
      Obrigada por participar do blog.
      Abraço.

  • Tenho dois filhos celíaco.E moro em são paulo e gostaria de saber onde posso encontra essa farinha Schãr? obrigadoooooooooooooo

  • essa farinha sem glúten é a farinha de arroz??
    Obrigada

  • Eu fiz essa receita e ficou deliciosa! Obrigada por compartilhar!Postei a foto os pasteis que fiz e a sua receita no face!Abraço

    • Olá Edilene!
      Fico feliz que tenha gostado da receita. Já é difícil lidar com a doença… e toda ajuda é válida, não é mesmo?!
      Obrigada pela sua participação no blog!
      Abraço.

  • oi, essa receita serve mais ou menos quantas pessoas? Obrigada

    • Seja bem-vinda ao blog, Jamilli!
      Com esta receita você consegue produzir em torno de 10 a 15 pastéis pequenos, mas depende também da maneira como você abrirá a massa (se você irá utilizar o rolo ou a máquina).
      Na máquina, ela sai mais fininha e, conseqüentemente, rende um maior número de pastéis.
      Abraço!

  • Obrigada pela dica! Sou celiaca e amei a receita!

    • Seja bem-vinda ao blog, Ana Paula!
      Lidar com a Doença Celíaca não é fácil e exatamente por isso precisamos compartilhar experiências, não é mesmo?!
      Que bom que gostou!
      Em breve postarei mais novidades. Fique atenta!
      Abraço.

  • Nossa, ficou bonito isso aí. Vou procurar esta farinha.

    • Seja bem-vinda, Joice!
      A farinha da marca Schär é ótima. Tente experimentar sim, pois vale a pena. E conte-nos sua experiência!
      A única reclamação que já escutei sobre a farinha é o preço, mas todos os produtos sem glúten são muito caros mesmo. Para mudar isso, os produtos precisam popularizar e criar competitividade de mercado, o que levará certo tempo.
      Obrigada pela sua participação no blog.
      Abraço!

  • ivanize batista de macedo

    adorei sua receita parece bem fácil, vou fazer agora faz tempo que meu filho me pede pra fazer e eu sempre adiando, mas hoje vou fazer, obrigada por dividir conosco.

  • Pode congelar???? Antes ou depois de frito?

    • Ei Cláudia! Obrigada pela sua participação!
      Pode congelar sim. Pelo menos comigo deu certo.
      Mas antes de congelar, separe os pastéis com saco plástico, senão eles colam um no outro!
      Abraço!

  • Olá Sou Celiaca amei a receita mas, gostaria de saber se a mesma massa dar pra ser levada ao forno? Ou só funciona com ele frito? Obrigada!

    • Olá, Maísa! Seja bem-vinda!
      Sempre procuro assar os alimentos ao invés de fritá-los e costuma dar certo.
      Não experimentei ainda levar esta receita ao forno, mas acredito que possa funcionar.
      Caso tente, conte-nos sua experiência! Adoraria compartilhar!
      Um abraço.

  • Obrigada por dividir conosco está receita..descobri esse que sou celíaca esse ano e faz meses que não como pastel, sinto muito falta, já fiz várias receitas com a farinha sem glúten, vou tentar o pastel…ainda bem que gosto de cozinhar, pois ser celíaca não é fácil… Bjuuu..brigadão!!! 😀

    • Seja bem-vinda à celiacosfera, Ana!
      No início achamos tudo difícil, porém, à medida que você vai lidando com a alimentação, você se acostuma.
      Também sentia muita falta de pastel! Uma coisa tão fácil de fazer, não é mesmo?!
      A receita é ótima! Quanto mais fina você deixa a massa, mais gostoso sai o pastel.
      Você experimentou?
      Abraço!

  • sou mae de celiaco e ela tem vontade de comer certas coisas como pastel lazanha empadao conheci a marca schar foi a que mais me adaptei hj vou tentar fazer paste tomara que eu acerte

    • Seja bem vinda, Solange!
      Como é engraçado certos desejos dos celíacos, não é mesmo?! Desejamos coisas simples!
      Também me adaptei muito bem à marca Schär e por isso recomendo.
      Espero que o pastel tenha dado certo. Depois nos conte sua experiência!
      Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s